Classificação - Classes e Tipos de Incêndio

Para podermos agir melhor, saber exatamente que medidas tomar e ter noção dos riscos e materiais na qual estamos lidando, foi criado uma classificação para os incêndios.

Neste artigo de nosso curso de Segurança do Trabalho, iremos estudar as classes de incêndio e entender melhor cada um destes tipos, seus detalhes e como lidar com cada um.

Entre já no Mercado de Trabalho! Clique aqui e saiba como conseguir seu certificado de Segurança do Trabalho


Por que classificar um incêndio ?

Ao contrário do que a maioria das pessoas podem pensar, existem diversos tipos de incêndio, ocasionados pelos mais diversos tipos de combustíveis, comburentes ou fontes de calor.

Não existem métodos universais de se extinguir um incêndio, vai depender das características dele.
Jogar água em uma fogueira certamente fará com que o fogo apague, mas jogar água em um incêndio ocasionado em um curto-circuito, onde ainda está passando energia elétrica, pode ser um desastre.

E fazer o mesmo é uma boca de fogão ou forno, certamente fará com que o fogo também cesse, mas o gás continuará a sair, não resolvendo totalmente o problema.

Neste aula sobre incêndio e combate ao fogo, vamos classificar os tipos de incêndio para saber, principalmente, como proceder na tentativa de extinguir tal fogo.

Os incêndios são divididos, basicamente, em 4 (quatro) classes: A, B, C e D.

Vamos classificar com base no tipo de material que está em combustão e vamos mostrar os símbolos de cada classe.

É importante que você saiba identificar os tipos de classe pela figura símbolo.


Papel, Tecido, Madeira
Classe A de incêndio

Classe A de incêndio

O incêndio do tipo classe A é aquele onde o fogo está ocorrendo em materiais que rapidamente pegam fogo, ou seja, materiais de fácil combustão.

Os materiais deste tipo de classe de incêndio geralmente queimam de maneira rápida, em sua superfície e em profundidade também.

Como exemplos de materiais que caracterizam um incêndio como classe A, podemos citar papel, papelão, tecido, madeira etc.
Fogo, em uma lixeira, é um exemplo deste tipo de incêndio.

Classe B de incêndio

Elementos inflamáveis - gasolina, querosene, óleo, álcool, GLP
Classe B de incêndio
Os incêndios ditos de classe B são os inflamáveis, que são produtos que na reação de combustão acabam por liberar muita energia, bem mais calor que os elementos da classe A.

Uma característica deste tipo de incêndio é que o material inflamável não vai deixar resíduos, ele irá queimar somente na superfície, e não em profundidade.

Exemplos de substâncias que fazem um incêndio ser do tipo B são os gases e líquidos altamente inflamáveis, como álcool, diesel, gasolina, querosene, GLP (gás liquefeito de petróleo) etc.

Classe C de incêndio

Instalações elétricas, motores, fios, tomadas, extensões
Incêndio tipo classe C
Os incêndios do tipo classe C são os mais fáceis de serem identificados, pois são os que estão relacionados com a eletricidade.

É nesse tipo de incêndio, onde passa corrente elétrica, que devemos evitar o uso de água. A primeira coisa a ser feita é cessar a energia elétrica do local do incêndio.
Ao ser feito isso, o material continuará pegando fogo, caracterizando um incêndio do tipo A.

Exemplos de materiais que originam fogo da classe C são as instalações elétricas, como fios que estão sendo sobrecarregados, geralmente em instalações clandestinas (os famosos 'gatos'). Ainda como exemplos, podemos citar tomadas, fontes, transformadores, quadros de distribuição, motores etc.

Classe D de incêndio

Materiais pirofosfóricos (fogos de artifício)
Incêndio tipo classe D
Os elementos que classificam um incêndio como classe D também são bem fáceis de serem identificados, pois todos eles são pirofosfóricos (popularmente conhecidos como fogos de artifícios), que assim como os incêndios de classe C, não devem ser apagados com água.

Quando substâncias pirofosfóricas (que são do tipo metal combustível) queimam em altas temperaturas (fogos de artifícios explodindo) produzem uma chamam bem característica, um azul-esbranquiçado.

Exemplos de metais pirofosfóricos são o magnésio, sódio, alumínio, tungstênio etc.

Nos próximos artigos de nosso curso, iremos explicar melhor como lidar com cada tipo de incêndio.


Exemplos de elementos da classe A, B, C e D
Resumo com todas as classes e exemplos de incêndio




5 comentários:

Anônimo disse...

muito obg me ajudou muito essa explicação.

Marcio Aurélio dos reis Gomes Aurelio disse...

Obrigado pelo esclarecimento

Luan Campos disse...

Obgd, amanha vou ter um prova pesada do curso e vai ter um assunto fld sobre incêndios, me ajudou muito

venceslau disse...

Parabéns por não mencionarem a famigerada classe K, pois isso não passa de modismo,porque as normas brasileiras (ABNT) só mencionam as 4 classes; ao passo que nos EUA é outra classificação, o que muito brasileiro americanisado fica copiando; e, pergunto a eles: e as classes E,F, G, H, I, J ?

José Venceslau de Souza
ex-Bombeiro militar e Técnico de Segurança desde 1974.

Marisol disse...

Informações muito úteis, porém devemos sempre lembrar que incêndios de classe c existem materiais com capacitores que tem energia residual. Aquela que mesmo o equipamento desligado da tomada, ainda possui energia.

Texto 100% original e todas as imagens são livre para uso e foram obtidas em http://commons.wikimedia.org